Um dia

Era hora de despir-se tirar tudo o que carregou durante o dia inteiro
Enquando tirava a pouca maquiagem que havia em sua pele, deixa novamente a mostra toda a sua ingenuidade.
O sorriso que oferecia a todos desde do "bom dia" até o "boa noite" agora desaparecia. Não era sua culpa, ou melhor não era totalmente só sua.
A culpa não era exatamente de ninguém. Era de alguém e ao mesmo tempo de ninguém.
Esse mesmo sorriso havia se transformado em lágrimas, olhares cabisbaixos.
Seus olhos também pesavam, depois de tudo isso, depois de aguentar o dia inteiro, não ia mais aguentar.
Deixou seus cabelos tombarem sobre o travesseiro para fechar os olhos e descansar, mas só lembrava que amanhã o mesmo se repetiria.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Entrevista: Maria Venture - Youtuber

Entrevista: TriGo! - Música

WIshlist: Livrinhos mais Amorzinhos