Moço

Ei moço...
Você! Eu sei que você sabe que eu to falando com você.
Só queria dizer que você me bagunçou...
É complicado, eu que sempre fui boa com palavras, e agora não sei o que escrever, mas essa frase combinou tão bem, com isso... Com você...
Eu só queria te perguntar o que aconteceu naquele dia... Se você soubesse o quanto eu odeio esse vazio, talvez não houvesse essa lacuna, de eu não saber o que fazer agora com relação a você.
Planos, sempre foram o meu forte, e naquele dia você basicamente me arrancou do meu mundinho todo cheio de lembretes, agendas e calendários, para mudar a rotina que eu já tinha me acostumando.
Eu gostei. Não só dessa mudança, gostei do seu jeito, da sua risada, da maneira como via o mundo, do jeito como tudo era estranhamente esquisito.
Esquisito, não é bem a palavra correta mas a eletricidade que senti quando sua mão tocou minha pele, foi uma sensação totalmente diferente que eu nunca tinha experimentado, talvez se isso fosse uma droga eu já estivesse dependente.
Valeria a pena continuar? Tentei te ignorar nos corredores. Tentei fingir algo que não sou. Eu sinto demais, típica escorpiana, 8 ou 80. Tenho medo de me afundar, de me machucar...
Não sei como terminar isso, não tem uma maneira de terminar isso...
Então só queria pedir que caso você tenha lido isso, por favor venha falar comigo, dizer se estou ou não ficando louca. Você sabe onde me encontrar.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Entrevista: Maria Venture - Youtuber

Entrevista: TriGo! - Música

WIshlist: Livrinhos mais Amorzinhos