Idiota o Suficiente

Talvez a ingênua da história tenha sido eu, por esperar demais de palavras vazias, por me importar demais com gestos sem reciprocidade.
Você me fez baixar a guarda, me iludiu com palavras doces e bonitas, e no minuto em que menos esperava me tirou o chão, o céu, e tudo o que eu tinha certeza de que realmente existiam. P
Mas, não foi bem sua culpa, o meu coração estar a ponto de estilhaçar, você não foi o culpado por trincá-lo em cada mísero canto dele. Você me avisou que não queria nada sério, e eu concordei, também não queria. Gosto desta minha superestimada liberdade, mas, se não fosse esses seus modos de agir, agir como alguém que se importa, e não estar nem ao menos ligando.
Mas, onde eu estava com a cabeça? Você não se importa, e nunca irá. 
Talvez eu tenha sido idiota o suficiente em me arrepender de tudo. 
Idiota o suficiente para querer voltar atrás e apagar tudo. 
Idiota o suficiente para achar que poderia viver um romance.
Idiota o suficiente por quebrar a única promessa.
Idiota o suficiente para me apaixonar.


Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Entrevista: Maria Venture - Youtuber

Entrevista: TriGo! - Música

WIshlist: Livrinhos mais Amorzinhos