Ele amou como se fosse a Última Vez

Algumas vezes estou dentro do ônibus depois do colégio, não tenho muito o que fazer então coloco meus fones de ouvido, que sempre estão tocando alguma música que tem sempre a batida certa, nem tão rápida nem tao lenta.
Começo a olhar as pessoas pelas ruas e reparar em suas feições, e características pouco perceptíveis.
Algumas pessoas  caminham apressadamente como se sua vida dependesse expressamente.
Outras estão paradas  como esperassem que a mudança de suas vidas estivessem prestes a chegar, e no passar dos minutos é possível ver o desânimo que a realidade lhe causa.
Não entendo vivemos em uma humana que se diz tão evoluída que acaba por esquecer as pequenas mínimas coisas, como aquele café amargo que descia por sua garganta no café da manhã.
O beijo de bom dia que você deu em sua mãe, irmã, tia...
Uma vez li que as pessoas deveriam aproveitar algo como se fosse a última.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Entrevista: Maria Venture - Youtuber

Entrevista: Yago Torezani - Música

Entrevista: TriGo! - Música